Já é consenso entre os que analisam dados econômicos: se não houver investimento em infraestrutura, o PIB do País seguirá tímido. Em 2018, a soma de tudo o que o Brasil produziu, representou um crescimento de apenas 1,1% e o PIB da construção civil amargou um recuo de 2,5% e tais dados estão se repetindo este ano.

A Afonso França tem sido um ponto fora da curva em comparação com a economia brasileira e, nos momentos mais críticos, a melhor receita é trabalho duro e investimento naquilo que tem valor. “Valorizar as pessoas e manter a inteligência estratégica nos quadros da companhia possibilita que a cultura organizacional fique cada vez mais forte”, comenta Estevam França, sócio-diretor da empresa.

Espaços de participação possibilitam o envolvimento e viabilizam a sinergia entre as pessoas, criando uma atmosfera contributiva entre todos, com o objetivo de se fazer sempre mais e melhor. O quadro de colaboradores da Afonso França é diversificado, com pessoas de várias gerações. O desafio é conseguir o engajamento perfeito, combinar as qualidades naturais de cada geração, equilibrar o papel de cada membro dentro da equipe e, com isso favorecer a integração de todos.

“Austeridade, planejamento, comunicação e busca constante por inovação são a estrutura na qual temos apoiado a gestão da empresa nos últimos anos e que nos deixarão preparados para anos promissores que antevemos pela frente”, diz França.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *