Na execução de retrofit na Unidade Alto de Pinheiros do Hospital Albert Einstein, Afonso França Engenharia concretiza projeto moderno e sustentável.

O Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE) possui uma filosofia bem definida para reformas e inaugurações de novas áreas, ancorada na preocupação de assegurar ambientes mais humanizados a pacientes, visitantes e colaboradores. A integração entre arquitetura, conceitos construtivos, atendimento assistencial, novas tecnologias e humanização é palavra de ordem. Os novos projetos visam sempre contribuir com a melhoria do bem-estar do paciente, integrando o espaço físico com o fluxo de atendimento e facilitando a rotina diária do corpo clínico.

Por conta deste padrão de exigência, a instituição busca no mercado empresas de construção e engenharia aptas a oferecer este padrão de atendimento. Na Unidade Ambulatorial Alto de Pinheiros do Hospital Albert Einstein, a Afonso França Engenharia realizou o retrofit da edificação. “A obra foi dividida em três etapas”, relata Antônio Carlos Marchini, Diretor de Engenharia da Afonso França.

No retrofit da Unidade do Alto de Pinheiros do Albert Einstein, a Afonso França foi responsável por todas as ações do processo de execução de obras civis e de instalações. “Para isso, contamos com toda a expertise de nossos colaboradores e fornecedores parceiros no ramo hospitalar, em que possuímos vasta experiência”, diz Antônio Carlos.

Segundo ele, foram executados os serviços de remoção das instalações existentes, demolição da compartimentação do edifício, adequações estruturais, refazimentos das instalações, acabamentos e revestimentos; concretizando assim a edificação composta de dois subsolos (garagem e área técnica), três pavimentos (recepção, consultórios médicos, área para medição e exames clínicos) e rooftop (área de vivência e área técnica).

“Alguns pontos exigiram maior atenção durante a execução da obra, como o fato de estarmos numa área totalmente residencial que demanda um planejamento logístico que evite impactos no dia a dia da vizinhança, sem prejudicar o cronograma da obra. Isso exigiu analise diária da programação e muita autonomia da equipe técnica residente na obra para tomada de decisões rápidas”, afirma Marchini.

Sintonia

Por tratar-se de retrofit em uma edificação existente, a cada etapa a equipe da Afonso França deparou-se com situações totalmente imprevisíveis que exigiram analise dos riscos, estudos e reestruturação diária da logística de execução da obra e recebimento dos materiais, adequando as práticas a cada circunstância.

No projeto, a Afonso França contou com a experiência e a orientação da engenharia clínica do HIAE para entender o fluxo dos procedimentos, assim como para estabelecer contato direto com fabricantes e consultores de equipamentos médicos específicos. “Nos aprofundamos nas necessidades do cliente para que eles possam receber o que precisam para realizar bem o seu trabalho e, com isso, cumprir a missão de sua empresa. O contato direto entre as diretorias das duas empresas e equipes de engenharia, garantiram que os anseios da arquitetura e as expectativas do cliente fossem atendidos em sua totalidade, tornando a unidade ambulatorial Pinheiros uma referência”, salienta Antônio Carlos.   

Satisfação

O projeto que a Afonso França Engenharia realizou na Unidade Alto de Pinheiros do Hospital Albert Einstein, embora aparentemente convencional, contou com o melhor que o mercado pode oferecer com relação a materiais e equipamentos, mantendo o padrão de excelência da instituição.

“Todos os processos de aquisição e execução da Afonso França têm como premissa a qualidade do produto final, procedência dos materiais e custo compatível ao empreendimento, cabendo ao nosso corpo técnico orientar o cliente sempre que observada alguma incoerência ou inconsistência que possa afetar o resultado final”, afirma Antônio Carlos.

Outro quesito que exigiu preocupação por parte da equipe de engenheiros foi a sustentabilidade. “Gestão ambiental é uma prática corrente nas obras da empresa e boas práticas no controle de consumo de insumos, no reaproveitamento de materiais nobres, bem como a correta segregação e destinação final de resíduos tiveram particular importância nesta obra”, relata Marchini.

De acordo com Antônio Carlos, a realização do projeto de retrofit na Unidade Ambulatorial Alto de Pinheiros demandou uma dedicação e atenção de todos os envolvidos. “O produto final surpreendeu não só o cliente e usuários, mas também os colaboradores da empresa, que mesmo já havendo executado diversas obras no segmento da saúde se surpreenderam com o conceito arquitetônico desse projeto”, confidência.

Matéria Revista Health Arq, edição 30 / 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *